Nascimento Natália

Natália resolveu esperar sentada a sua hora de nascer, não por falta de tentativas de fazê-la virar, tentaram desde versões, passando por exercícios físicos à sessões de acupuntura. Mas essa menina  tava tão bem encaixadinha, ali sentada, que foi assim que resolveu nascer, “de bunda pra lua”, como dizem alguns.
Essa é uma expressão que fala sobre sorte e eu quero que a pequena Natália possa é ter muita sorte na vida mesmo!

Os pais, tendo plena consciência dos prós e contras de todos os caminhos que podiam escolher, acordaram entre eles e equipe que caso o bebê permanecesse nesta posição no dia em que entrasse em trabalho de parto, que eles preferiam fazer uma cesariana. E não existe nada melhor do que poder escolher com plena consciência o caminho que se quer seguir e poder ser respeitada nesta escolha!

E assim foi, Narjara entrou em trabalho de parto, fizeram a cesariana da forma mais gentil e respeitosa que podia ser feita, com bebê mamando enquanto os médicos terminavam os procedimentos cirúrgicos e tudo mais.

agora dá o play e vem ver que lindeza foi tudo isso!

Ler mais

Nascimento Breno

Que casal!! Que incrível foi poder acompanhar este parto!!!
Começou com uma afinidade incrível com a Karol e culminou neste dia, em que o Breno chegou e que marcou para sempre nossas vidas.

Karol desde a primeira conversa muito tranquila, com muitas gargalhadas gostosas, cheia de energia, eu olhava para esta mulher e nesta reunião eu conseguia visualizar ela parindo, eu via este bebê nascendo exatamente do jeito que ela estava sonhando.  Quando foi se aproximando a data provável do parto a Karol passava os dias se exercitando, andando todos os dias pra cima e pra baixo pra ver se ajudava o trabalho de parto engrenar, pois as contrações de treinamento ela já tinha… e foi assim, depois de passar um dia todo andando, tomando chazinhos, fui conversando com ela e estava com uma intuição muito forte que seria naquela noite,  dito e feito, durante a madrugada ela me escreve falando que estava indo para a maternidade com seu marido. Fiquei muito feliz com a mensagem, pois tudo o que ela queria era poder parir com o seu marido ao lado, e ela estava muito apreensiva com medo que isso não acontecesse, pois o Zuzo é médico e com uma agenda cheia de plantões, poderia ser que o parto caísse bem em um desses dias de trabalho. Mas deu tudo certo e foi tudo como tinha que ser! E eu me impressionei quando conheci o Zuzo, me impressionei com a sua calmaria, com a sua humanidade,  quando ele falava com toda a convicção pra Karol, “você vai conseguir, você já está conseguindo, confia no teu corpo!” E digo que me impressionei, porque além de ser algo que dificilmente a gente escuta de pessoas que não trabalham com parto normal, é ainda mais raro escutar de um médico, que em sua maioria tem uma formação extremamente intervencionista. Mas ele estava ali torcendo para que tudo pudesse ocorrer da forma mais natural possível. Com o mínimo de intervenções. Me comoveu o amor, o carinho e a dedicação de um para com o outro. E isto faz toda a diferença na qualidade da experiência de parto. Sem falar, claro, que ela pode contar com uma obstetra que também acreditava em seu parto, acreditava nela, na sua força, que era tipo uma médica doula, rsrsrs, pois não exitou em massageá-la quando precisou, segurar a sua mão quando ela precisava de força e incentivá-la quando ela já achava que não conseguiria mais.

E assim, na manhã de um lindo dia de sol entre nuvens, nasce o Breno. Entre muitas contrações, choro, sorrisos, momentos de dúvidas, de calmaria, assim, intenso, como geralmente um parto o é, ele veio! Veio pra mexer com toda a rotina, pra instaurar uma nova ordem, pra que tudo seja novo de novo. Para encher a vida de mais alegria!

Pega o coração, dá o play e vem!

 

Ler mais

%d blogueiros gostam disto: