Esperando pela Pérola

Que felicidade poder registrar esta espera doce da Pérola!

O primeiro filho da Paola, o Neto, foi o primeiro parto que fotografei, tenho tanto carinho por esta família, me marcaram profundamente me permitindo acompanhar esta experiência maravilhosa da vida deles!

Depois que o Neto chegou veio um turbilhão de mudanças na vida desta família, mudaram os rumos profissionais, os sonhos, e resumindo a história recentemente abriram uma padaria artesanal e no meio disso descobriram a gravidez da Pérola, e ela veio pra dar mais um gás no processo. Em meio aos pães, bolos e doces, filho pequeno, negócio novo, tinha uma vidinha que crescia cada dia mais dentro dela, e tenho certeza que esta energia nova só veio para expandir e fortalecer tudo o que estavam construindo. E uma tarde dessas fui la na casa deles pra registrar um pouquinho dessa espera e acabei encontrando além de um padeiro mirim, uma mulher ainda mais forte, leve e segura do que eu havia conhecido e um homem ainda mais parceiro e cúmplice de todas horas.

Dá o play e vem junto!

Ler mais

Nascimento Breno

Que casal!! Que incrível foi poder acompanhar este parto!!!
Começou com uma afinidade incrível com a Karol e culminou neste dia, em que o Breno chegou e que marcou para sempre nossas vidas.

Karol desde a primeira conversa muito tranquila, com muitas gargalhadas gostosas, cheia de energia, eu olhava para esta mulher e nesta reunião eu conseguia visualizar ela parindo, eu via este bebê nascendo exatamente do jeito que ela estava sonhando.  Quando foi se aproximando a data provável do parto a Karol passava os dias se exercitando, andando todos os dias pra cima e pra baixo pra ver se ajudava o trabalho de parto engrenar, pois as contrações de treinamento ela já tinha… e foi assim, depois de passar um dia todo andando, tomando chazinhos, fui conversando com ela e estava com uma intuição muito forte que seria naquela noite,  dito e feito, durante a madrugada ela me escreve falando que estava indo para a maternidade com seu marido. Fiquei muito feliz com a mensagem, pois tudo o que ela queria era poder parir com o seu marido ao lado, e ela estava muito apreensiva com medo que isso não acontecesse, pois o Zuzo é médico e com uma agenda cheia de plantões, poderia ser que o parto caísse bem em um desses dias de trabalho. Mas deu tudo certo e foi tudo como tinha que ser! E eu me impressionei quando conheci o Zuzo, me impressionei com a sua calmaria, com a sua humanidade,  quando ele falava com toda a convicção pra Karol, “você vai conseguir, você já está conseguindo, confia no teu corpo!” E digo que me impressionei, porque além de ser algo que dificilmente a gente escuta de pessoas que não trabalham com parto normal, é ainda mais raro escutar de um médico, que em sua maioria tem uma formação extremamente intervencionista. Mas ele estava ali torcendo para que tudo pudesse ocorrer da forma mais natural possível. Com o mínimo de intervenções. Me comoveu o amor, o carinho e a dedicação de um para com o outro. E isto faz toda a diferença na qualidade da experiência de parto. Sem falar, claro, que ela pode contar com uma obstetra que também acreditava em seu parto, acreditava nela, na sua força, que era tipo uma médica doula, rsrsrs, pois não exitou em massageá-la quando precisou, segurar a sua mão quando ela precisava de força e incentivá-la quando ela já achava que não conseguiria mais.

E assim, na manhã de um lindo dia de sol entre nuvens, nasce o Breno. Entre muitas contrações, choro, sorrisos, momentos de dúvidas, de calmaria, assim, intenso, como geralmente um parto o é, ele veio! Veio pra mexer com toda a rotina, pra instaurar uma nova ordem, pra que tudo seja novo de novo. Para encher a vida de mais alegria!

Pega o coração, dá o play e vem!

 

Ler mais

1 ano da Sara

Ja se passou 1 ano desde que a Sarinha chegou e tive a honra de acompanhar esta história liinda, de muita força, de muita vontade de parir, um parto que lavou a alma!! Se você ainda não viu clica aqui!

E para comemorar este primeiro ano levamos ela para curtir uma aventura. Se lambuzar com tinta, andar no mato, conhecer o rio, brincar com a terra, foi um dia pra gente nunca mais esquecer!! Cheio de boas risadas, de boas lembranças, de momentinhos de puro amor!!
Este ensaio de família ta do jeitinho que eu gosto, começou com o que eles tinham em mente e terminou no imprevisível, porque aquela história de vida ensaiada não existe, tem que ser de verdade!! rsrsrs O segredo é se entregar para experiência maravilhosa que pode ser a vida e curtir intensamente! deixa a criança de todo mundo correr solta!!

Dá o play e vem rir junto!

Ler mais

Nascimento do Joaquim

Encontrar com a Fran foi um desses presentes que a vida nos reserva com todo o carinho.
Temos uma amiga em comum que nos apresentou logo no início da gravidez da Fran, era sua segunda gestação e nesta ela estava em busca de poder fazer escolhas diferentes. Queria ter um pouco mais de informações sobre como ter um parto mais respeitoso. Falei de algumas pessoas e lugares pra ela, contei algumas histórias e desde então estivemos em contato. Foi engraçado pois logo no início já senti uma grande afinidade com ela. Aquele sorrisão largo, que chega iluminando tudo, aquelas risadas gostosas e aquele jeitinho de falar manso me faziam ficar muito à vontade com ela e ter a certeza no coração de que ali nasceria uma linda amizade.
E desde então fui acompanhando sua jornada, suas descobertas, suas buscas, seus dilemas, vibrando junto em todos os momentos!
No finalzinho da gestação ela me perguntou sobre as fotos e que ela tinha este desejo de registrar, já que possivelmente esta seria sua última chance. Fomos conversando e muito próximo da data provável resolvemos que sim, registrar seria uma realidade. Eu não pude ficar mais feliz pois já gostava taanto dela, já me sentia tão parte de toda a história que poder ter a honra de acompanhar o nascimento do Joaquim fazia meu coração palpitar! <3
O Joaquim estava pélvico (sentado), e depois de algumas tentativas de versão sem sucesso ela via a possibilidade de uma segunda cesariana se aproximar. Após muitas conversas com seu médico e enfermeira decidiram que o plano A seria o parto normal e caso houvesse uma real necessidade no decorrer do caminho daí sim fariam a cirurgia. O Plano A inicialmente era um parto domiciliar planejado, porém como o bebê não estava em posição cefálica, e isto aumenta um pouco os riscos habituais do parto, decidiram que o melhor lugar seria a maternidade. Mas o mais importante é que ela foi com o coração aberto para acolher o que viesse, estava desejando muito conseguir parir,  mas caso precisasse de uma intervenção cirúrgica esta seria uma realidade que ela acolheria com todo o coração.
E numa bela noite de inverno, Bruno me liga falando que as contrações estavam ritmadas e que estavam indo para a maternidade,  fui feliz da vida como se alguém da família estivesse por chegar!Lá na maternidade é onde pude conhecer um pouco mais do Bruno e me surpreender com o carinho, amor e atenção que cuidava e paria junto com a Fran. Ele realmente estava ali vivenciando tudo com o corpo e alma, sorria e silenciava junto a cada contração. Massageava, se abaixa, segurava, eles estavam muito unidos e muito cúmplices em todo o processo e era lindo de ver!

Bom, após umas 12h de trabalho de parto, já exausta, sem muita energia, e com o TP estagnado há algum tempo, o obstetra lhe deu algumas opções, que seria continuar aguardando já que o bebê estava bem, colocar ocitocina pra ver se o trabalho de parto voltava a engrenar, mas que ele não recomendava muito no caso dela, ou fazerem uma cesariana. Ela pediu um tempo para pensar e conversar com o Bruno, sentiu que não teria mais forças para seguir adiante, pois já estava muito exausta e que a cirurgia agora seria o caminho que ela seguiria.

E assim o foi, mas com todo o carinho e respeito, permitindo que este momento pudesse continuar a ser especial para ela, e que a transição para o Joaquim pudesse ser o mais serena possível. E isto também é humanização gente!

Toda esta experiência me mostrou como tudo fica mais leve quando a gente vai com o coração em paz e pronto para acolher a nossa história do jeito que tiver que ser! Ela ser linda ou não, claro que estar bem assistida faz toda a diferença, mas também depende muito da gente, do nosso interior, nosso olhar, do quanto a gente consegue acolher os desafios e se entregar para a o imprevisível, confiando que tudo dará certo!

Bom, agora que vocês conhecem um pouquinho da história acompanhem como foi lindo tudo isso! Lindeza que as palavras não conseguem exprimir. rsrsr Dá o play e vem!

Ler mais

Protegido: Nascimento do Inácio

Este conteúdo está protegido por senha. Para vê-lo, digite sua senha abaixo:

Helena Chegou!

Primeiro parto do ano e veio tranquilo, calmo, sereno. Extremamente inspirador!

Lembro que a Aline com 38 semanas já estava em pródromos e super ansiosa para a chegada da Helena, queria poder tê-la em seus braços logo, andava, subia e descia escada, pulava na bola de pilates, enfim, tava ali fazendo a parte dela pra facilitar quando chegasse o trabalho de parto e com 39 semanas e 3 dias não tinha mais volta, o trabalho de parto de fato engrenou e a Helena chegou! Lembro do Diego, marido da Aline, me ligando na madrugada e falando: “chegou a hora! Estamos indo para a maternidade porque achamos que já ta bem avançado.” E lá fomos nós, cheguei na maternidade, aguardei pelo Diego e pela Aline, ficamos um tempo ali embaixo andando com ela pelo hospital, até resolver toda a questão burocrática do internamento e quando subimos para a sala de parto não demorou muito, cerca de 2h, e a Helena nasceu! Lembro do sorriso da Aline, da alegria que transbordava, do chorinho da Nena! Tanto amoor!!!

Aline extremamente calma, concentrada e focada durante todo o TP me impressionou muito e guardei isso dentro de mim, como uma experiência para ser acessada quando chegar a minha vez! rsrs E tenho certeza que muitas outras mulheres também irão se inspirar com o teu parto Aline.

É normal ter medo do desconhecido e o parto é esse universo desconhecido, que por tantas razões ficou ainda mais distante de nossas vidas. Mas chegou a hora de retomarmos esse processo como nosso, como algo natural, parte da gente, da vida, do nosso corpo. E não mais como algo distante e horrível como estávamos vivendo.  Chegou a hora de nos reconectarmos com a gente mesmo, de nos percebermos capazes de parir.  Como sempre fomos! Precisamos ver mais e mais mulheres parindo, bebes nascendo até que toda esta força e confiança seja despertada em todas as mulheres. E que a escolha em relação ao parto, quanto ao local e forma de botar seu filho ao mundo, seja uma escolha consciente, uma escolha feita não por medo, mas baseada em evidências e informação de qualidade.

Eu só tenho a agradecer à Aline e ao Diego por me permitirem estar com vocês neste dia lindo! Neste dia tão absurdamente importante na vida de vocês! Helena foi uma honra indescritível poder ser a primeira pessoa a fazer um retrato seu! Eu nao caibo em mim de tão feliz em poder registrar tantos nascimentos respeitosos!

Agora dê o play e vem se emocionar junto! \o/\o/

Ler mais

Esperando a Helena chegar

Este foi um ensaio muito delícia de registrar, com a família toda!!! Casal, filho pequeno, avós, tios e a Helena que ainda ta na barriga, mas já participou da bagunça!!

A gente ia passar um dia na praia, mas daí choveu e improvisamos por aqui mesmo! Mas foi uma delícia também, com guarda-chuva e tudo a gente passeou, viu a bruxa e rimos muito!! Que família mais animada meu povo! nem a chuva esfriou nosso passeio!

Dê o play e vem ver!

Ler mais

%d blogueiros gostam disto: